Filosofía da empresa

Quando o casal Emilio González e Amparo Martín projetou as suas ilusões, fundindo a alma com o espírito centenário de um antigo restaurante madrileno, estabeleceram-se as bases para uma bela aventura que, desenvolvida pelos seus filhos Antonio e José e continuada até aos nossos dias pela terceira geração da família, permanece firmemente arreigada no coração do "Madrid dos Áustrias".

 

A filosofia que tem regido os passos do restaurante Botín ao longo destes anos reflete-se fielmente nas ideias que Antonio González Martín exprimiu em certa ocasião:

"O que mais nos importa é agradar ao cliente. Se o público aceita a Casa, sincera como é, cómoda, mas sem luxos e com os melhores produtos que se possam oferecer, isso basta-me."

Nestas singelas palavras está resumida a filosofia de Botín. Procuramos, antes de mais, a satisfação do cliente, com tudo o que isso implica.

E, para conseguir este objectivo, pensamos que todas as pessoas que fazem parte da empresa, da primeira à última, devem estar envolvidas. O conceito concretiza-se em três vertentes: hospitalidade, bom serviço e boa cozinha.

Hospitalidade

A hospitalidade é algo mais fácil de sentir do que de explicar. Há que dar ao cliente um tratamento caloroso e acolhedor, que o faça sentir à vontade.

Bom serviço

Esta área abarca um vasto leque de tarefas:

É necessário cuidar da aparência do local, das instalações e do pessoal.

Devemos oferecer fiabilidade, dando ao cliente o que espera de nós, assim como reagir rapidamente (capacidade de resposta), caso surja algum problema ou queixa. E, sempre que seja possível, temos de tentar antecipar-nos às dificuldades.

Urge demonstrar profissionalismo, mantendo e atualizando os nossos conhecimentos e capacidades.

A cortesia e a acessibilidade também são fundamentais.

O cliente deve ser tratado com respeito, consideração e simpatia, respondendo ao seu pedido de informação com uma linguagem que possa entender.

E é importante que, em dado momento, tanto o cliente como o pessoal possam ter acesso aos responsáveis da empresa.

É necessário criar um ambiente seguro tanto para os clientes, como para o pessoal.

A confiança e honestidade projetadas pela empresa e pelo seu pessoal conferem-lhe credibilidade perante o cliente.

Boa cozinha

Uma elaboração cuidada e a utilização dos melhores produtos que possamos encontrar são os segredos para que os nossos pratos tradicionais continuem a ir ao encontro do gosto do cliente.